NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 10 de Abril de 2021
CIDADES
Segunda-feira, 01 de Março de 2021, 13h:06

MEDIDA VALE EM TODO O ESTADO

Comércio fecha a partir de 19h e toque de recolher começa às 21h

Polícia Militar tem autorização para dispersar aglomerações. Medida deve valer a partir de quarta (3)

Da Redação
Mayke Toskano/Secom-MT
O governador Mauro Mendes, que decidiu pelo toque de recolher no Estado

O Governo de Mato Grosso anunciou novas medidas restritivas que visam a frear o contágio pela Covid-19 no Estado.

Haverá restrição de horários para atividades econômicas e toque de recolher após às 21h. 

O decreto foi assinado pelo governador Mauro Mendes, nesta segunda-feira (1º), após reunião com os representantes de poderes, instituições e prefeitos dos 141 municípios, e passa a valer a partir de terça-feira (2).

As medidas são impositivas para todo o Estado e valem para os próximos 15 dias.

As regras podem ser prorrogadas, endurecidas ou flexibilizadas, conforme o resultado obtido. 

"Temos acompanhado o crescimento da pandemia de perto e o estrangulamento das UTIs. Por isso, somente em janeiro e fevereiro deste ano e agora no início de março, já abrimos 90 novos leitos de UTI para reforçar a nossa estrutura. Somos o Estado que mais testa no Centro-Oeste por 100 mil habitantes. Distribuímos as vacinas e estamos tentando comprar de forma direta. O Governo está fazendo tudo o que pode, mas precisamos da ajuda da população para diminuir a circulação do vírus e essas internações", afirmou o governador. 

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf, apoiou as novas medidas e ressaltou a importância dos investimentos do Estado no atendimento precoce. 

"O atendimento do Centro de Triagem na Arena Pantanal tem ajudado muito a diagnosticar a doença e evitar o pior. E essas medidas são muito necessárias e concordo plenamente com elas. São medidas justificadas em função da realidade que temos hoje", disse. 

Neurilan Fraga, presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), também declarou apoio ao novo decreto. 

"Se não tivermos essas medidas, teremos um caos igual ocorreu no Amazonas. Precisamos muito que essas medidas sejam implementadas. Esperamos que daqui a duas semanas a situação esteja melhor", disse. 

Para o chefe do Ministerio Público Estadual (MPE), José Antonio Borges, a aplicação de multas às empresas que desrespeitarem as normas é uma forma pedagógica de efetivar as restrições. 

"Temos acompanhado todos os dias esse casos de aglomerações. Se o estabelecimento estiver fechado no horário restrito, as pessoas não terão como aglomerar no local. Agora, se descumprirem, é importante que sejam responsabilizados", destacou.

Confira as novas medidas: 

- De segunda à sexta, proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h.

Aos sábados, a proibição será após o meio-dia. Nos domingos, nenhuma atividade será permitida. A exceção fica por conta das farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências) e indústrias. 

- Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local. 

- Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 22h. 

- O transporte coletivo e congêneres (Uber, 99 etc) podem funcionar normalmente. 

- Toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação. 

- Projeto de lei que prevê multa a pessoas físicas e às empresas que descumprirem as normas, bem como notificação à Polícia Civil e Ministério Público. 

- Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas.


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Henrique  01-03-2021 19:27:45
os condomínios irão funcionar? pois na maioria deles na entrada de serviço tem muita aglomeração.

Responder

0
0



ENQUETE
Você é a favor das medidas restritivas contra a Covid em MT?
Sim
Não
Em parte
As medidas deveriam ser mais duras
PARCIAL