NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020
POLÍCIA
Sábado, 17 de Outubro de 2020, 15h:25

TRÁFICO INTERNACIONAL

PM e PF prendem ex-policial com 100 kg de "pó" e R$ 52 mil

Raimundo Gonçalves de Queiroz, expulso da Polícia Civil, é apontado como chefe do esquema em Cuiabá

TÉO GOMES
Da Reportagem
PMMT
Os tabletes de cocaína foram apreendidos em casa em Cuiabá, durante a operação

O ex-policial civil Raimundo Gonçalves de Queiroz, expulso da Polícia Civil de Mato Grosso foi preso acusado de chefiar uma organização criminosa envolvida com o tráfico internacional de drogas.

Uma operação integrada entre a Polícia Federal e Polícia Militar desarticulou um esquema de distribuição de drogas, em Cuiabá, e apreendeu 100 quilos de cocaína e mais de R$ 50 mil em dinheiro.

A operação aconteceu na noite de sexta-feira (16), quando os policiais federais e militares deixaram um prejuízo de mais de R$ 3 milhões aos cofres da organização criminosa, que age em Cuiabá.

Foram presos três homens e uma mulher.

Conhecido como Queiroz e apontado como "homem de ouro" da Polícia Civil, o ex-policial civil é considerado o líder do esquema.

O grupo foi surpreendido pelos policiais militares e federais por volta de 22h, no Residencial Belita Costa Marques, próximo à Avenida das Torres, na Capital.

O primeiro flagrante, no entanto, começou num posto de combustível, na mesma região, quando policiais prenderam um homem em atitude suspeita, repassando uma mochila para outro homem.

Os dois  foram abordados e os policiais encontraram com três tabletes de cocaína ainda em sua forma pura, dentro da mochila.

Os dois acusados foram questionados e entregaram a quadrilha. Afirmaram que havia mais droga em casa.

Na residência, foram recebidos por uma mulher e, no local, foram encontrados outros 116 tabletes de entorpecente, uma pistola, um bloqueador de sinal e ainda R$ 52,2 mil em dinheiro vivo.

Os quatro presos, inclsuve o ex-policial civil Queiroz, foram transferidos para a sede da Polícia Federal, onde foram autuados em flagrante em crime de tráfico de drogas, assassociação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e posse de dinheiro sem comprovação legal.

TELE-SENA - O ex-policial civil Queiroz foi expulso da Polícia Civil no início da década de 90, quando foi acusado de matar um homem ganhador da Tele-Sena (sorteio feito pelo SBT), em Várzea Grande.

Descobriram que o ganhador era um ex-presidiário e passaram a extorqui lo.

Ele ameaçou denunciar e acabou sendo sequestrado executado a tiros.

Na época, além do policial Queiroz, outros dois investigadores também foram acusados, presos, julgados e condenados.

Todos foram expulsos da Polícia Civil.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL